• Canal do Médico

    Para maior comodidade e segurança no auxílio ao diagnóstico o Controle conta com o Canal Direto do Médico.

    leia mais
  • Clientes

    A mais de 15 anos de experiencia e cuidados de saúde com seu público

    leia mais
  • Espaço Saúde

    A série DE OLHO NA SAÚDE, contém respostas para as perguntas mais frequentes sobre algumas doenças.

    leia mais
  • Controle Kids

    Unidade especializada para atendimento à crianças.

    leia mais
  • Exames realizados

    Conheça as orientações e instruções dos exames realizados pelo Controle

    leia mais

HIV – Diagnóstico Laboratorial

exame-hiv0O diagnóstico rápido do HIV é extremamente importante para o soropositivo. A identificação precoce do problema e a busca imediata pelo tratamento são atitudes que aumentam a qualidade de vida da pessoa e fazem com que ela tenha mais chances de viver normalmente.

Após ter vivenciado uma situação de risco, a pessoa deve esperar alguns dias para realizar o teste. Entre o momento da contaminação e a possibilidade de detecção da infecção existe um período chamado de janela imunológica – deve-se esperar pelo menos 30 dias para que o teste obtenha um resultado confiável.

Entende-se por situação de risco comportamentos que colocam o indivíduo em ocasiões em que ele pode entrar em contato com o vírus – a relação sexual entre pessoas do mesmo sexo ou sexo diferente, compartilhamento de seringas e reutilização de objetos cortantes.

Exames laboratoriais

O teste anti-HIV parece ser um bom marcador de infecção ativa ou latente. O imunoensaio enzimático (ELISA) é o teste de triagem diagnóstico padrão para o HIV, sendo o mais realizado para diagnosticar a doença. Nele, profissionais de laboratório buscam por anticorpos contra o HIV no sangue do paciente.

Quando é detectado algum anticorpo anti-HIV no sangue, é necessária a realização de outro teste adicional, o teste confirmatório. Nele, os profissionais do laboratório procuram fragmentos do HIV, vírus causador da Aids.

São usados como testes confirmatórios, o Western Blot, o Teste de Imunofluorescência indireta para o HIV-1 e o imunoblot. Isso porque, algumas vezes, os exames podem dar resultados falso-positivos em consequência de algumas doenças, como artrite reumatoide, doença autoimune e alguns tipos de câncer.

 

Não há nenhum comentário.

Deixe uma resposta

Você deve estar logado para postar um comentário.