• Canal do Médico

    Para maior comodidade e segurança no auxílio ao diagnóstico o Controle conta com o Canal Direto do Médico.

    leia mais
  • Clientes

    A mais de 15 anos de experiencia e cuidados de saúde com seu público

    leia mais
  • Espaço Saúde

    A série DE OLHO NA SAÚDE, contém respostas para as perguntas mais frequentes sobre algumas doenças.

    leia mais
  • Controle Kids

    Unidade especializada para atendimento à crianças.

    leia mais
  • Exames realizados

    Conheça as orientações e instruções dos exames realizados pelo Controle

    leia mais

Exame de Antígeno Prostático Específico (PSA)

 

psa

Antígeno prostático específico (PSA) é uma substância produzida pelas células da glândula prostática. O PSA é encontrado principalmente no sêmen, mas uma pequena quantidade é também encontrada no sangue. A maioria dos homens saudáveis ​​têm níveis menores de 4 ng/ml de sangue. A chance de um homem desenvolver câncer de próstata aumenta proporcionalmente com o aumento do nível do PSA.

Geralmente quando o câncer de próstata está presente o nível do PSA está acima de 4 ng/ml. Entretanto, um nível abaixo desse valor não significa que o câncer não esteja presente. Quase 15% dos homens com PSA abaixo de 4 ng/ml são diagnosticados com câncer de próstata na biópsia. Os homens com nível de PSA na faixa de 4 ng/ml e 10 ng/ml, têm uma chance de 1 em 4 de ter a doença. Se o PSA se encontra acima de 10 ng/ml, a possibilidade de ter câncer de próstata é superior a 50%.

Se o nível do PSA de um paciente é elevado, o médico pode sugerir a repetição do exame após um determinado intervalo de tempo ou a realização de uma biópsia da próstata para fechar o diagnóstico. Nem todos os médicos concordam com o mesmo ponto de corte do PSA para sugerir uma biópsia, alguns sugerem a realização de biopsia se o PSA é ≥ 4, enquanto outros podem recomendá-la a partir de ≥ 2,5. Outros fatores, como idade, raça e histórico familiar do paciente, também são considerados.

O nível de PSA pode estar aumentado por outras razões, como:

  • Aumento de tamanho da próstata - Hiperplasia prostática benigna ou um aumento não canceroso da próstata comum em homens idosos.
  • Idade - Os níveis de PSA normalmente aumentam lentamente à medida que o homem envelhece, sem sinal aparente de qualquer doença.
  • Prostatite - Infecção ou inflamação da próstata.
  • Ejaculação - Pode causar aumento do PSA por um tempo curto, que cai logo em seguida.
  • Andar de bicicleta - Alguns estudos sugerem que o ciclismo pode elevar os níveis do PSA.
  • Procedimentos urológicos - Alguns procedimentos urológicos realizados em consultório, que afetam a próstata, como biópsia ou cistoscopia, podem elevar os níveis de PSA por um curto período de tempo. Alguns estudos sugerem que o exame de toque retal pode elevar ligeiramente os níveis de PSA.
  • Medicamentos - Alguns hormônios masculinos, como a testosterona ou outros medicamentos que elevam os níveis de testosterona pode causar um aumento do PSA.

Outros fatores podem levar os níveis do PSA a valores baixos, mesmo quando o câncer está presente, incluindo:

 

  • Determinados medicamentos ou sintomas urinários.
  • Algumas misturas de ervas vendidas como suplementos alimentares.
  • Alguns esteroides.
  • Obesidade: homens obesos tendem a ter níveis mais baixos de PSA.
  • Aspirina: homens que tomam aspirina regularmente tendem a ter níveis mais baixos de PSA. Este efeito é mais pronunciado em não fumantes.
  • Alguns diuréticos.

 

Se o nível do PSA estiver alto, o médico pode solicitar uma biópsia da próstata. Outros médicos levam em consideração os resultados de novos tipos de exames do PSA para decidir se deve ou não solicitar uma biópsia da próstata. Mas, nem todos os médicos concordam em utilizar os resultados desses novos exames.

O PSA tem duas formas no sangue. Na primeira estão ligadas a proteínas do sangue, enquanto que na segunda circulam livres. O percentual de PSA livre é a razão entre a quantidade de PSA que circula livremente em comparação com o nível do PSA total. O porcentual do PSA livre é menor em homens com câncer de próstata.

Este exame é utilizado ocasionalmente para ajudar na decisão de solicitar uma biópsia da próstata com resultados de PSA na faixa entre 4 ng/ml e 10 ng/ml. A razão porcentual do PSA livre baixa significa que a probabilidade de ter câncer de próstata é maior, neste caso a biópsia deve ser realizada.

A velocidade do PSA é uma medida da rapidez com que o PSA aumenta ao longo do tempo. Normalmente, os níveis do PSA sobem lentamente com a idade, portanto um aumento rápido pode significar a presença do câncer. Esse exame não é recomendado para a detecção precoce do câncer de próstata.

Os níveis do PSA são maiores em homens com glândulas prostáticas maiores. A densidade do PSA às vezes é utilizada em homens com próstatas grandes, o médico determina o volume da glândula por meio do ultrassom transretal e divide o valor do PSA pelo volume da próstata. Uma densidade alta do PSA indica maior probabilidade de câncer. Entretanto, essa técnica ainda não tem comprovado ser eficiente. O porcentual do PSA livre tem se mostrado mais preciso.

Os níveis do PSA são normalmente mais elevados em homens mais velhos, mesmo na ausência do câncer de próstata. Um resultado de PSA no limite superior é mais preocupante em um homem de 50 anos, do que em um de 80 anos. Por esta razão, alguns médicos sugerem a comparação de resultados do PSA entre homens da mesma idade.

Mas, devido a que a utilidade do PSA por idade não está bem estabelecida, a maioria dos médicos não recomendam o seu uso atualmente.

O PSA no sangue é usado principalmente para diagnosticar o câncer de próstata precoce em homens  assintomáticos. No entanto é um dos primeiros exames realizados em homens com sintomas que podem ser causados pelo câncer de próstata.

O PSA também pode ser útil após o diagnóstico do câncer de próstata:

  • Nos homens diagnosticados com câncer de próstata, o PSA pode ser usado em conjunto com os resultados dos exames físico e de estadiamento da doença para decidir se são necessários outros exames, como tomografia computadorizada ou cintilografia óssea.

•    O PSA é parte do estadiamento e ajuda a prever se a doença ainda confinada à próstata. Se o nível do PSA é muito alto, a doença provavelmente está disseminada, o que influenciará nas opções de tratamento.

 

Não há nenhum comentário.

Deixe uma resposta

Você deve estar logado para postar um comentário.